Descrição do projeto Escola de Campeões

O projeto Escola de Campeões é um conjunto de palestras e atividades em grupo sobre a valorização da vida, a percepção da família e a escola como espaço de vivência sadia e relações construtivas. Trazemos ainda assuntos pertinentes à adolescência contemporânea como prevenção às drogas, bullying, depressão, automutilação e suicídio. A Escola de Campeões acontecerá na comunidade escolar que envolve alunos, pais, professores diretores de escola, técnicos de esporte e atletas.

A solução nasce da parceria de iniciativas da Organização da Sociedade Civil ao oferecem o esporte como alternativa às drogas para crianças, adolescentes e jovens da cidade de São Luís do Maranhão. Nessa primeira realização, a CTM faz parceria com o projeto Taekwondo Kukkiwon Campeão para Vida que forma atletas através do ensino do esporte e ajuda na formação de caráter dos alunos com peculiaridades do ensino tradicional da arte marcial.

A prevenção é um conjunto de informações e alternativas que podemos oferecer para as pessoas em situação de risco social em relação às drogas. Entendemos, como instituição cuidadora, que precisamos chegar antes da enganosa sedução das drogas que se apresenta primeiramente como um grito de liberdade e autoconfiança, mas que se encerra na prisão do vício incontrolável.

As informações que oferecemos é a diferenciação do uso, abuso e vício, as drogas lícitas e ilícitas, chamar atenção para a porta de entrada do mundo das drogas, efeitos e disfunções fisiológicas causadas pela química dos alucinógenos e suas dependências, como ser um multiplicador na escola e na comunidade do conhecimento ali adquirido, como ajudar colegas e vizinhos que se encontram em situação de risco, vulnerabilidade ou violação de direitos.

Apontamos alternativas às drogas e afirmamos que elas não são necessárias para a diversão, não estão diretamente relacionadas à autoconfiança, autoestima nem mesmo a liberdade. Somo promotores do fortalecimento de vínculos familiares, da escola como lugar e o estudo e de mudança social e do esporte como ferramenta de saúde, educação física, atividade em grupo, superação de limites pessoais e da justa competição.

Além da prevenção às drogas, nosso intuito é trabalhar com o público as demandas presentes no âmbito escolar, como o bullying, depressão, automutilação e suicídio, pois está em evidência na adolescência brasileira, mas que pertencem à ordem profunda da existência e do sentido de vida. Por vezes pessoas pertencentes a essa comunidade sofrem caladas ou têm amigos ou vizinhos acometidos de sofrimento psicológico que não sabem como proceder ou ajudar.

O projeto Escola de Campeões contempla atividades dentro de quadra, tatame, sala de aula e/ou auditório da escola. A maneira com que essas informações chegarão às pessoas será em forma de palestras educativas com linguagem adequada, grupos de facilitação e discussões fomentadas e monitoradas por profissionais da psicologia e do serviço social. O compromisso com que vamos implementar a solução é pautado na ética, no profissionalismo e tato social com o público a ser alcançado.

Além das atividades informativas e esportivas, a solução promoverá um concurso de redação referente aos temas elaborados. Esse evento será a culminância da Escola de Campeões que prestigiará a iniciativa e a forma que o aluno se colocará em meio aos assuntos abordados.

É possível, durante os encontros, suscitar demandas que necessitem do amparo socioassistencial. Antecedendo-nos aos fatos e não permitirmos que a situação apenas permaneça na superfície da consciência da pessoa e do grupo é que firmamos parceria com o CRAS Cohab para acolher as demandas ali descobertas. É a entidade capaz de referenciar as demandas ali encontradas e mobilizar as redes SUAS e SUS local, caso haja necessidade de ativar o CREAS, CAPS ou CAPS AD, etc.

Todas essas ações serão possíveis apenas se for viabilizada a parceria com a escola no sentido de disponibilizar agenda, local ideal para os encontros, fomentar a discussão do tema na vivência entre alunos, professores, coordenação pedagógica e diretores.