O Plano de Ação em Educação Territorial para Assentamentos de Reforma Agrária na Bacia do Rio Doce prevê a oferta de um processo formativo, com duração de 03 anos, cujo o desafio é da construção de uma prática pedagógica contextualizada à revitalização dos assentamentos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, cujo fundamento está na estruturação de um modelo de transição agroecológico.